Embaixador da ONU lan√ßou o Projeto na Para√≠ba: ¬ďNossa miss√£o √© promover o desenvolvimento, mas voc√™s est√£o executando o desenvolvimento¬Ē, di


O Seminário Estadual de Autores e Atores dos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODM), que ocorreu na quarta-feira, 18, na Estação Ciência, em João Pessoa (PB), contou com uma intensa programação durante todo o dia, com homenagens ao PNUD, à sociedade civil e com uma mostra com 14 boas práticas, oriundas de todo o estado da Paraíba, que trabalham para o alcance das metas dos ODM até o final de 2015.

 

¬ďEsta experi√™ncia √© muito enriquecedora, pois conheci aqui iniciativas que melhoram a qualidade de vida das pessoas. O compromisso e o engajamento da sociedade paraibana √© um compromisso por um mundo melhor¬Ē, afirmou Jorge Chediek, representante residente do PNUD e coordenador da ONU no Brasil.

 

Chediek lembrou que este √© o √ļltimo ano dos ODM e o Brasil est√° numa boa posi√ß√£o, pois melhorou muito a qualidade de vida da popula√ß√£o nos √ļltimos vinte anos. ¬ďO √ćndice de Desenvolvimento Humano (IDH), criado pelo PNUD na d√©cada de 90 para medir o progresso de desenvolvimento no mundo, indica uma melhoria de 50% no Brasil nas duas √ļltimas d√©cadas¬Ē, relatou o representante do PNUD. 

 

¬ďO mundo tamb√©m melhorou com os ODM, mas a iniquidade ainda √© enorme: as 72 pessoas mais ricas do mundo t√™m um patrim√īnio maior que as 3,8 milh√Ķes de pessoas mais pobres. Toda a popula√ß√£o mundial tem direitos e por isso a ONU solicita a renova√ß√£o dos compromissos com a nova agenda global de desenvolvimento, os Objetivos de Desenvolvimento Sustent√°vel (ODS), que ser√° lan√ßada em setembro deste ano. Nessa nova dimens√£o e compromisso, a participa√ß√£o dos pa√≠ses mais desenvolvidos e em desenvolvimento ser√° fundamental. Por isto precisamos renovar o compromisso pol√≠tico e moral para a constru√ß√£o de um mundo melhor¬Ē, convocou Chediek. 

 

A representante da Secretaria-Geral da Presid√™ncia da Rep√ļblica (SG/PR), Miriam Barreto, lan√ßou um desafio aos participantes para fazerem uma reflex√£o sobre a situa√ß√£o de pobreza do pa√≠s h√° dez anos em rela√ß√£o aos dias atuais. ¬ďHoje o Brasil saiu do mapa da fome mundial, mais de 40 milh√Ķes de pessoas sa√≠ram da extrema pobreza e t√™m condi√ß√Ķes de vida mais digna. Esta √© a fun√ß√£o dos ODM: promover uma vida mais justa e pr√≥spera para todos atrav√©s da parceria entre os poderes p√ļblico e privado¬Ē, afirmou.

 

De acordo com Arthur Cunha Lima, conselheiro presidente do Tribunal de Contas da Para√≠ba (TC/PB), os prefeitos paraibanos contam, desde o ano passado, com o apoio do Tribunal de Contas para a aplica√ß√£o dos recursos municipais nos oito ODM. ¬ďComo parceiro do PNUD e do N√ļcleo N√≥s Podemos da Para√≠ba, o TC/PB orienta os gestores municipais para alocarem os recursos visando o alcance dos ODM. Cerca de 5,7 bilh√Ķes de reais foram distribu√≠dos nas a√ß√Ķes em torno dos oito ODM, montante que representa 75% dos recursos dos munic√≠pios. A tend√™ncia √© que nos pr√≥ximos anos, os recursos tamb√©m sejam alocados nos objetivos da nova agenda de Desenvolvimento¬Ē. 

 

O conselheiro disse tamb√©m que em breve ser√° disponibilizado no site do TC/PB o relat√≥rio com a distribui√ß√£o dos recursos por ODM nos munic√≠pios paraibanos. 

 

Al√©m de Jorge Chediek, Miriam Barreto e Arthur Cunha Lima, participaram do semin√°rio o procurador-geral da Justi√ßa, Bertrand Asfora, a secret√°ria-executiva do N√ļcleo ODM Para√≠ba, Beatriz Ribeiro, o presidente da Federa√ß√£o de Munic√≠pios do estado da Para√≠ba (FAMUP), Tota Guedes, o presidente da FECOM√ČRCIO, Marconi Medeiros, o presidente da FIEP/PB, Francisco Buega Gadelha, a secret√°ria de Desenvolvimento Social de Jo√£o Pessoa, Marta Moura, a deputada estadual Estela Bezerra, o cacique Sandro do povo Potiguar, o presidente da C√Ęmara dos Vereadores de Jo√£o Pessoa, Durval Ferreira e a secret√°ria executiva adjunta do N√ļcleo ODM, N√ļbia Gon√ßalves.Tamb√©m estiveram presentes v√°rios prefeitos dos munic√≠pios paraibanos. 


 

Boas Pr√°ticas

 

Os participantes da Mostra de Boas Pr√°ticas vieram de todo o estado da Para√≠ba. No total, 14 pr√°ticas foram apresentadas a aproximadamente 300 participantes do evento. 

 

O professor Maur√≠cio Camargo Zorro, do Instituto Federal da Para√≠ba, Campus de Cabedelo, apresentou a pr√°tica Fortalecimento da Associa√ß√£o de Marisqueiras e Pescadores da Comunidade Renascer III. ¬ďPercebemos uma problem√°tica socioambiental na regi√£o, pois eram descartadas diariamente tr√™s toneladas de conchas no meio ambiente, provocando muita degrada√ß√£o ambiental. O Instituto realizou diversas capacita√ß√Ķes com as marisqueiras e hoje transformamos as conchas dos mariscos em tijolo, al√©m do sucesso do salgariscos, que √© a venda dos salgados de mariscos¬Ē, contou o professor. 

 

A procuradora municipal de Pombal, J√ļlia Medeiros, apresentou a pr√°tica Parto normal: Minha escolha de nascer que visa reduzir a mortalidade materna na cidade. ¬ďAtrav√©s do empoderamento da gestante com informa√ß√Ķes e aten√ß√£o √† sa√ļde, conseguimos trabalhar com os ODM 3, 4, 5 e 6¬Ē, disse. ¬ďEm Pombal o trabalho √© realizado entre a Prefeitura, hospital regional, pastorais e volunt√°rias, al√©m de incentivarmos o parto normal¬Ē, completou.

 

Lançamento do projeto Onde Plantei

 

O Semin√°rio de Atores e Autores dos ODM na Para√≠ba, foi encerrado com ¬ďchave de ouro¬Ē onde aconteceu o lan√ßamento do projeto de arboriza√ß√£o nos centros urbanos Onde Plantei. O embaixador da ONU Jorge Chediek, plantou uma muda de ip√™, juntamente com secret√°ria de desenvolvimento humano de Jo√£o Pessoa para incentivar outros a fazerem o mesmo, constituindo assim, uma grande corrente de multiplicadores respons√°vel de cuidar da meio ambiente e natureza.

 

O embaixador destacou que o projeto √© brilhante, por envolver a tecnologia e a educa√ß√£o ambiental nos centros urbanos, principalmente ao mobilizar os jovens para cultivar a pratica de alcance do objetivo 7 ¬ď Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente¬Ē.  

 

¬ďEssa experi√™ncia deve ser incentivada, uma a√ß√£o t√£o brilhante que trar√° bons resultados e √© o papel do PNUD/ONU apoiar, saiu da Para√≠ba feliz ao ver nascer uma a√ß√£o t√£o agregadora de uma pratica altamente necess√°ria nos centros urbanos¬Ē. Destacou Chediek

 

Por fim, o embaixador convidou a coordena√ß√£o o Onde Plantei e do Projeto Ecoconciente a levar e plantar uma arvore da Para√≠ba na embaixada da ONU em Bras√≠lia, como forma de destacar a import√Ęncia do projeto para o Brasil.

 






Compartilhe suas √°rvores!

Busca

Cadastre-se

Tenha acesso a cadastrar suas arvores

face

SE PREFERIR

Escolha sua cidade

 

Entrar

Entre com seu facebook ou e email e senha.

face

SE PREFERIR